terça-feira, 13 de outubro de 2009

Get it done!


Chegou um ponto que cansei das minhas desculpas justificando fotos mediocres...."a luz estava ruim, o modelo não cooperou, não levei equipamento, não estava num bom dia, não tive tempo suficiente, errei a exposição, ah se eu tivesse uma câmera melhor faria outra coisa, ah se eu tivesse mais flashes, o tema não era muito interessante..." e por ai vai. Acontece que o leitor, o seu chefe, o editor e o cliente não querem saber de desculpas ou das péssimas condições nas quais aquelas fotos foram feitas. No fim das contas todo mundo quer olhar algo visualmente interessante, e é isso que temos que produzir. Eu acredito 150% que para cada trabalho existem várias possibilidades de fotos excelentes e várias delas fora do alcance da nossa visão (ok ok, já fui viciado em thundercats). Mas como conseguir essa visão além do alcance? Em vários momentos já me senti tão perdido que não sabia onde colocar o flash, ou se devia colocá-lo at all, ir com grande angular ou tele? sim, já pensei até em vender o equipamento e virar hippie - ehehehhehee. Meus caros, conclui que fórmula não existe, só sei que lutar contra as desculpas e persistir sempre, funciona em várias situações. A foto acima foi feita numa sessão com o cantor Nasi, ex-vocalista do Ira. Estúdio? Não, camarim! Fui fotografar o BH Music Station e lá fui avisado que entrevistariamos o Nasi para a seção Perfil da revista Ragga. Tudo bem? Claro que não, só levei equipamento para fotografar show, não estava com meus fieis rádios Pocket Wizard, e por sorte havia levado um flash, mas de que serve um flash? Uma das primeiras coisas que aprendemos é que flash na camera SUCKS! Por sorte, e por sorte mesmo estava com um cabo extensor. Chegamos no camarim que foi invadido por groupies e o Nasi logo de cara diz: vai fazendo as fotos e a entrevista porque não temos muito tempo. Yeah, meu dia de sorte! eu pensei- hehehehehe. Me ajoelhei em frente dele e enquanto o repórter Bruno Mateus fazia as perguntas eu clicava as reações dele. Respirei fundo e do fundo da minha alma busquei inspiração, hehehee, na verdade lembrei do seguinte: qual o estilo de fotos que usa uma fonte de luz dura, sombras definidas e todo mundo gosta? Film Noir!! Yeah baby, luz ao estilo noir dando o tom da matéria que seria: Roqueiro com cara de mau!
Sempre existe um caminho!



3 comentários:

Eu disse...

Eu, se fosse você, além de não dar desculpa esfarrapada, também não errava o nome do subeditor.
Mateus com um t só.
hahahhaha

Bruno Senna disse...

errei tanto o nome do subeditor como o do cantor que na primeira postagem escrevi Nazi...hehehehehe

Marli A. L. disse...

Fotos muito boas!