domingo, 21 de setembro de 2008

Risky Business...

Quando me dou conta, estou no topo arco esquerdo do viaduto Santa Tereza, a cada ônibus que passa, o arco balanca e penso se esssa foi realmente uma boa idéia. No arco oposto estão um grupo de adolescentes, que além de estarem agachados, tremendo e torcendo para não cair, também são componentes de três bandas do cenário punk-rock belorizontino. A adrenalina e o medo se misturam, mas o desejo de se conseguir "a foto" é maior que todos.

A pauta: fotografar 3 Bandas do cenário punk-rock belo horizontino.
Local: Viaduto Santa Tereza.
Idéia Original: Lado B da fama. Bandas+cenário underground de grafite.

Nada pior para um fotógrafo do que quando o artista ou a modelo não compram a idéia para uma foto, ao mesmo tempo, nada melhor do que ouvir um belo sim topando a sua proposta maluca - os resultados podem ser fascinantes!

Chegamos ao local. Para variar, as bandas atrasaram e com isso a luz se esvaindo a cada segundo que perdíamos esperando. Como sempre, as coisas podem piorar: um segundo de distração e um carro de auto-escola estacionou bem no meio do nosso suposto cenário. Nas primeiras tentativas feitas debaixo do viaduto usamos um ângulo baixo para tentar cortar o carro maldito da foto.



Não satisfeito, resolvi trazer a tona um desejo oculto desde os tempos de adolescência: propus às bandas uma foto em cima dos arcos do viaduto e, para minha grande surpresa, eles toparam! Antes que alguém hesitasse um não subi correndo o arco direito e eles foram engatinhando no esquerdo. O susto veio quando o primeiro ônibus passou e senti o arco balançar alguns centímetros embaixo dos meus pés. O tempo era curto e além do risco da queda, temia que algum policial pudesse aparecer e literalmente acabar com a brincadeira. Depois da descida a adrenalina ainda corria nas veias e para aproveitar a restinga de luz, fizemos fotos clássicas de todos no meio da rua........photography baby, risky business!




Um comentário:

Virginia disse...

Perfeita fotografia!
Me lembra uma do Tomas Farkas que ele fez em cima do viaduto do chá, com umas crianças jogando bola.